Governo vai liberar saques em contas do FGTS todos os anos, diz Guedes

24/07/2019

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (23) que o governo vai liberar todos os anos saques de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Paulo Guedes deu a declaração em uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto, logo após ter participado de uma cerimônia com o presidente Jair Bolsonaro sobre o mercado de gás natural.

A liberação de saques de contas do FGTS deve ser oficializada pelo governo nesta quarta (24). Nesta segunda (22), o colunista do G1 e da GloboNews Valdo Cruz já havia informado que a equipe econômica avaliava permitir saques anuais.

"O governo passado soltou só [as contas] inativas. Nós vamos soltar ativas e inativas. Eles soltaram uma vez só, nós vamos soltar para sempre, todo ano vai ter", declarou o ministro da Economia nesta terça-feira.

No governo Michel Temer, foi permitido o saque de contas inativas do FGTS. De acordo com a Caixa Econômica, os saques somaram R$ 44 bilhões, com 25,9 milhões de trabalhadores beneficiados.


Injeção de dinheiro na economia

De acordo com Paulo Guedes, o valor a ser liberado pelo governo deverá somar R$ 42 bilhões, sendo R$ 30 bilhões em 2019 e outros R$ 12 bilhões em 2020.

Dos R$ 30 bilhões previstos para este ano, R$ 28 deverão ter origem nos saques do FGTS e outros R$ 2 bilhões, nas contas do PIS/Pasep.

Guedes foi questionado se haverá um limite de R$ 500 no saque por conta ativa e inativa. O ministro não respondeu.

Segundo o Blog do Valdo Cruz, o governo avalia criar o limite de R$ 500 por conta. Assim, um trabalhador com duas contas inativas e uma ativa, poderá sacar, por exemplo, no máximo R$ 1,5 mil.

Via: G1

PF prende quatro em operação que investiga invasão do celular de Moro

24/07/2019

A Polícia Federal cumpriu nesta terça-feira (23) quatro mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão cujos alvos são suspeitos de envolvimento na invasão de celulares do ministro Sergio Moro (Justiça). As prisões e buscas são de supostos hackers ou de pessoas que teriam atuado em conjunto com eles.

De acordo com a PF, os mandados foram executados nas cidades de São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto. A autorização para as buscas e prisões foi dada pelo juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília.

A operação foi batizada de Spoofing ("falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é", segundo a definição da Polícia Federal). O objetivo, informou a PF, é "desarticular organização criminosa que praticava crimes cibernéticos".

A Polícia Federal já instaurou quatro inquéritos para investigar o vazamento de mensagens do celular do ministro da Justiça. A PF também abrirá investigação para apurar suposta invasão do celular de outro ministro – Paulo Guedes (Economia).

No caso de Moro, os investigadores trabalham com a hipótese de uma ação orquestrada. Há a suspeita de que a invasão do celular do ministro tenha sido planejada.

Os investigadores estão colhendo indícios sobre a autoria, sobre quem teve acesso de forma ilegal a conversas privadas do ministro e sobre o método utilizado pelos hackers.


Nota da PF

Leia abaixo a íntegra de nota divulgada pela Polícia Federal:

Brasília/DF – A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (23/07), a Operação spoofing com o objetivo de desarticular organização criminosa que praticava crimes cibernéticos.

Foram cumpridas onze ordens judiciais, sendo sete Mandados de Busca e Apreensão e quatro Mandados de Prisão Temporária, nas cidades de São Paulo/SP, Araraquara/SP e Ribeirão Preto/SP.

As investigações seguem para que sejam apuradas todas as circunstâncias dos crimes praticados.

As informações se restringem às divulgadas na presente nota.

Spoofing é um tipo de falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é.

Comunicação Social da PF


Via: G1

Giovanni Augusto avalia desempenho e diz que gol sairá naturalmente

24/07/2019

Titular em nove dos dez jogos do Goiás no Campeonato Brasileiro, o experiente meia Giovanni Augusto, de 29 anos, ainda busca seu primeiro gol com a camisa esmeraldina. Ao todo na temporada ele já disputou 14 partidas.

Giovanni Augusto só desfalcou o Verdão na Série A contra o Ceará, quando estava suspenso. Apesar de ainda não ter balançado as redes, o jogador se mostra satisfeito com seu desempenho, diz que espera evoluir mais e que o gol vai sair naturalmente.

- Acredito que eu tenha feito bons jogos, apesar de ainda não ter feito gols. Mas estou criando situações. O gol é questão de tempo. É a consequência do trabalho, estou tranquilo, sei que estou fazendo um bom trabalho. Como todo jogador, busco sempre evoluir. Estou feliz pelo meu desempenho, mas tenho que demonstrar ainda mais – disse o meia nesta terça.

Depois da pausa do Campeonato Brasileiro para a Copa América, o Goiás caiu da sexta para a nona colocação. Ainda longe da zona de rebaixamento, Giovanni Augusto afirma que o objetivo do clube tem que ser ficar entre os cinco melhores da competição.

- A gente ficou muito incomodado desde o jogo contra o Flamengo. A gente tinha condição de chegar mais à frente na tabela. Contra o Avaí, também perdemos oportunidade. Nosso foco é ficar entre os cinco primeiros, não é proibido sonhar, podemos buscar algo muito bom. Estamos incomodados e vamos lutar para vencer o próximo jogo.

Aplicativos


 Locutor no Ar

Pe. Joãozinho SCJ

Santo Terço

12:00 - 12:30

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes